segunda-feira, março 14, 2005

O mago

O Mago

Há coisas que não têm explicação
por muitas voltas que se possa dar
temer o barulho de um trovão
e exultar-se com o seu brilhar

idolatrar o naufrágio final
tendo pavor de morte do mar
fazer do riso o estado ideal
quando só apetece é chorar

qual alquimista de sentimentos
desencadear uma aparente alegria
da mistura de fragmentos
de uma constante agonia

como se tratasse de magia
soltar gargalhadas da cartola
transformar a noite em dia
fazendo do mistério uma escola

e voltar a casa ao fim do dia
deixando atrás as luzes acesas
talvez para servir de guia
a quem sentir as mesmas tristezas.


....................Nelson Gonçalves




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer