quarta-feira, maio 10, 2006

Quem? Quando?? Porquê???


A lingua portuguesa consegue ser, em muitos casos, incongruente e incoerente (não estou com paciencia para ir procurar mais adjectivos bonitos...). Como se não bastasse ser tantas e tantas vezes mal tratada, tem destes casos curiosos que só servem para pensar “quem fez isto assim devia era ser besuntado com chocolate e solto numa selva habitada por canibais adoradores da divina pasta alimentar que se prepara com cacau”. Este é um desabafo que digo a mim mesmo 3 a 4 vezes por dia, quer acreditem ou não (se fosse voces não acreditava, porque foi a primeira vez que aquilo me passou pela cabeça).
Passando então aos exemplos:

Temos então os verbos ter, ver e ler.
Na 3ª pessoa do singular escrevem-se tem, e .
Na 3ª pessoa do plural escrevem-se têm, vêem e lêem.

Porque carga de água não se escrevem todos da mesma maneira? Pergunto eu!
Por essas e por outras, várias vezes me recuso a escrever bem, optando por um propositado teem (é claro que também ajuda a minha aversão à utilização de acentuação – que me leva a fazer muitos erros, pura e simplesmente por preguiça).

Tenho dito (para ser mais exacto Tenho escrito).

Mais um momento extremo de inspiração patrocinado pelo fustigamento a que a minha massa cinzenta tem sido sujeita, nesta Semana Académica.





0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer