segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Colecções de ideias


Dou por mim aqui fechado, sentado e só. Parei-me a olhar para a tua fotografia e a pensar. A pensar em nada e em tudo ao mesmo tempo. A pensar como seria... ou como poderia ser, se tudo podesse acontecer, se tudo fosse possível.

Dou por mim a olhar para a tua fotografia. Estavas a olhar para mim como que a pedir por socorro, quase que em tom de pedido de desculpa por estarmos naquela situação, em dois cantos diferentes de uma mesma sala cheia de gente. Como se me chamasses para perto de ti e que te salvasse daquele momento. Enquanto eu desejava que fosses tu a me salvar de mim próprio.

Dou por mim a olhar para a tua fotografia e a tentar decorar todos os teus traços, as tuas formas e curvas. A tentar decorar tudo o que já sei, de cor e salteado.

Dou por mim a olhar para a tua fotografia e reparo como nunca te tirei uma fotografia. No fundo, estou a olhar para uma fotografia que não existe em lado nenhum do mundo a não ser na minha mente... onde tu estás gravada.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer