sábado, maio 13, 2006

Continuar ou não continuar...


A obra que ele tem, com todas as condicionantes que se sabem (talvez grande parte da sua inspiração venha daí) só a torna ainda mais especial e a roçar a perfeição, em cada verso ou em cada acorde. A maneira como ele se transforma, a diferença que se nota quando está a tocar uma musica ou no intervalo de duas... quase incompreensivel como a musica transforma as pessoas que realmente a sabem viver.
A gente vai continuar, pelo magnifico Jorge Palma, no botão do play, à direita.

Tira a mão do queixo, não penses mais nisso
O que lá vai já deu o que tinha a dar
Quem ganhou, ganhou e usou-se disso
Quem perdeu há-de ter mais cartas para dar
E enquanto alguns fazem figura
Outros sucumbem à batota
Chega aonde tu quiseres
Mas goza bem a tua rota


Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

Todos nós pagamos por tudo o que usamos
O sistema é antigo e não poupa ninguém, não
Somos todos escravos do que precisamos
Reduz as necessidades se queres passar bem
Que a dependência é uma besta
Que dá cabo do desejo
E a liberdade é uma maluca
Que sabe quanto vale um beijo


Enquanto houver estrada para andar
A gente vai continuar
Enquanto houver estrada para andar
Enquanto houver ventos e mar
A gente não vai parar
Enquanto houver ventos e mar

(A gente vai continuar, Jorge Palma)

Há que continuar, apesar de tudo.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer