segunda-feira, maio 15, 2006

Em frente, seguir


Aquelas estradas já não guardam segredos.
Sabe onde se encontra cada buraco, onde começa cada linha da estrada ou qual a distância que o separa do abismo, para lá da berma… apenas a poucos metros, mesmo ali ao lado.
Sabe quais os candeeiros que não se acendem nunca e também aqueles que apenas se acendem esporadicamente, tal como o intervalo de tempo que o demoram a fazer. Apercebe-se de cada vez que algum candeeiro se deixa vencer pela inevitabilidade da escuridão a que tudo está condenado neste mundo… tudo se apaga, mais cedo ou mais tarde.
Conhece de cor e salteado as vinte e sete palmeiras que ladeiam a estrada, a maneira como a quarta, a sétima e a décima oitava se inclinam ligeiramente para o lado de fora da estrada, como que querendo fugir a qualquer acidente à espera de acontecer. Um qualquer tresloucado farto dos próprios azares da vida, ou alguém que se distraia a mudar a estação do rádio ou a falar ao telemóvel.
Um mapa desenhado na sua mente já conduz, quase que automaticamente, o seu carro pela ligeira curva à direita, seguida de uma curva mais apertada para a esquerda, com uma acentuada inclinação que parece querer empurrar o carro para o abismo, ali ao lado da estrada.
Já há muito tempo que se sente capaz de o fazer até de olhos fechados, ou não fora condutor habitual daquele caminho solitário.

E num momento de fraqueza, cede às vozes que lhe vociferam ordens e desordens ao ouvido, na solidão. Ao chegar à segunda curva, fecha os olhos e segue em frente…ali se perde na memória de quem nada tem a perder a não ser isso mesmo… momentos de triunfante loucura que lhe percorrem o pensamento, como se de sangue a correr pelas veias se tratasse. Na ânsia de pôr um ponto final às tormentas que fazem questão de o perseguir cada vez mais de perto, impossibilitando-o de encontrar um porto seguro onde descansar a mente dilacerada pelas constantes agruras e desgostos de uma vida em que não se soube vencer.

…em frente é que é caminho.

(Nelson Gonçalves, 15/05/2006)




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer