terça-feira, maio 16, 2006

Ensaio sobre a loucura
...ou deambulações de uma insónia


Consegues imaginar um lugar sem cores? Sem qualquer cor que seja…? E lembro que o preto e o branco também são cores.
Consegues imaginar um lugar onde consigas ver todas as cores num único ponto? Onde o próprio branco se confunde com o preto, ou onde as cores todas se confudam com cor nenhuma?

E consegues imaginar um lugar onde o mais insuportável e enlouquecedor som se confunda com o mais perfeito e pacificador silencio? E a total ausência de som… existe?

Consegues esvaziar a tua mente, completamente?
Consegues imaginar o vazio…? O mais completo vazio?
Tenta… fecha os olhos por um instante.
Há sempre alguma coisa presente. Uma paisagem, um quarto, uma parede, um chão, uma linha ou um minúsculo ponto que seja. Ou mesmo a tua pessoa. Será que consegues imaginar que não estejas “lá”? Que não são os teus olhos
que procuram esse vazio, mesmo quando estão cerrados?

Mesmo quando julgas que estás a imaginar o vazio… não estarás apenas a ver uma imagem a preto, de escuridão? Confias em ti o suficiente para acreditar que, nesse cenário que pintas a preto, não há um chão, paredes ou uma paisagem… e sempre uns olhos em busca da ausência dessas mesmas coisas?

O vazio completo existe…? Ou será simplesmente mais uma mentira que impingimos a nós próprios?

(Nelson Gonçalves, 16/05/2006)


Alguma vez pensaram a sério nisso?




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer