quinta-feira, agosto 10, 2006

O medo na língua portuguesa


Amo, do verbo “gostar demasiado”

“Amo-te”?
Como se fosse possivel dizer
e saber-se o que se diz.
Como se fosse possivel
quantificar este sentimento,
sem se sentir medo de usar um termo
que deveria ser muito mais
do que aquilo que se consegue dizer,
sem parecer exagerado.
Como se fosse possivel
amar mais do que alguem
alguma vez amou.

“Amo-te”
é uma palavra demasiado forte,
por isso digo de outra maneira.
Significas tanto para mim,
que desejava que cada momento contigo
nunca conhecesse um fim.

“Amo-te”...
Palavra geradora de medos incofessados,
tão esperada e tão receada,
tão imponente quando pronunciada.
Quem sabe o verdadeiro sentido
ou a força que ela própria contém?
Quem sabe porque o mundo é assim?
Quem sabe, ninguém.

......................Nelson Gonçalves (9/8/2006)




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer