quarta-feira, agosto 09, 2006

A pedra no teu sapato


Sinto-me a pedra no sapato. Que começa apenas por molestar ligeiramente, e passado pouco tempo começa a chatear até mais não. De tanto chatear cria uma bolha, incómoda e dolorosa. E, se não são tomadas medidas, eventualmente se transforma em ferida. No fundo é tão fácil, basta tirar o sapato e jogar-me fora.

Não vou escrever muito mais. Não era agora que ia ter alguma coisa para escrever que fosse minimamente interessante.

Fica apenas a letra da música escrita por António Variações. Anjo da guarda, versão das Três Tristes Tigres, no botão do play à direita.

Eu tenho um anjo
Anjo da guarda
Que me protege
De noite e de dia
Eu não o vejo
Eu não o ouço
Mas sinto sempre a sua companhia

Eu tenho um guarda
Que é um anjo
Que me protege
De noite e de dia
Não usa arma
Não usa a força
Usa uma luz com que ilumina a minha vida

Ele não, não usa arma
Ele não, não usa a força
Usa uma luz com que ilumina a minha vida

(Anjo da Guarda, Três Tristes Tigres)


...coisa que não sou para ti.




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer