quarta-feira, dezembro 13, 2006

Quem espera sempre se cansa...



Entre esperas

Não esperes mais de mim
Sei que se faz tarde
A noite está perto do fim
E a chama já quase não arde

Perdi-me ao virar de uma esquina
Sem me virar e sem estar perdido
E à beira da imponente ravina
Dei-me finalmente por vencido

Entreguei-me a ti e ao amor
Sem mais nada que te oferecer
A não ser fazer-te em flor
Num jardim qualquer a crescer

Não esperes mais por mim
Que a vida por ti não espera
Não te deixes enganar assim
Por uma coisa que afinal não o era

Das noites e luzes acesas
Já pouco lhes sinto o perfume
Agora sinto as minhas mãos presas
Feitas em cinzas de brando lume

Que o tempo me venha agarrar,
Que aceite o fim de uma vida
Porque a hora que está a chegar
É a hora de a dar como perdida.

E do amor? Ai, do amor...
Viver na esperança de saber
Se um dia será maior a dor
De não saber o que é sofrer.

..................Nelson Gonçalves (12/12/2006)




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer