quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Uma máquina do tempo... isso é que era!

Queria saber como controlar o tempo.
Gostava de poder voltar ao passado, até ao preciso momento em que apenas fosse necessário dizer-te uma frase, a frase que sei que te dá a volta à cabeça, a frase que não disse quando devia. Acabei por dizer por outras palavras mas noutra altura, completamente fora de tempo, e agora fiquei preso a esta existencia sem sentido. Resignado a beber um copo com alguns amigos, olhar indefinidamente para o chão, para o tecto ou para uma porta que não se abre para o que eu quero. Resignado a conduzir de volta para casa sozinho, num mundo demasiado grande apenas para mim.





0 Comments:

Links to this post:

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer