segunda-feira, janeiro 17, 2011

De desgosto em desgosto, até à desilusão total


Devem pensar que por ter cara de otário tenho de obrigatoriamente sê-lo...
Que gente falsa e mentirosa me dava azia já eu sabia. Já era normal, já estava habituado. Mas que me desse febre, esta é novidade.
Talvez por ter uma ligeira diferença. Talvez por ter sido alguém que se fez por aproximar demasiado, que fez por ganhar a minha confiança... alguém que me fez baixar as defesas para, por fim, me apunhalar pelas costas.
E, entanto, ainda faço por tentar manter um raciocínio, ainda tento não ceder à fácil cegueira de raiva, e simplesmente mandar essa pessoa para a senhora sua mãe, catalogando-a de uma forma que até duvido que a senhora tenha culpa da criatura que deu à luz...

Se calhar sou é mesmo otário e tenho apenas o que mereço...




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer