sexta-feira, agosto 18, 2006

Às mil maravilhas


Hoje tenho um jantar diferente, em casa. Uma das poucas familias que se lembra de vir do norte para passar ferias cá no Algarve (são amigos de longa data dos meus tios - penso eu), vem cá jantar. Infelizmente não arranjei nenhum jantar fora de casa, para me esquivar. Não suporto a quantidade de sorrisos amarelos que se vê numa situação destas, como se não bastasse a repetição de histórias que se ouvem todos os anos.
Melhor ainda este ano, quando a conversa cair para o meu lado...

- Então, e que tal vai isso de futebol?
- Deixei de jogar.
- Então, que aconteceu?
- Não havia nenhum treinador que acreditasse que eu pudesse ter lugar numa equipa...
- Ah...
...então e esse trabalho, que tal vai isso?
- Pois, deixei de trabalhar há coisa de três semanas.
- De ferias no Algarve, hein? Isso é que é.
- Não, deixei mesmo de trabalhar. Não me quiseram renovar o contrato.
- Ups...
...bom, e a Universidade? Já tás quase a terminar, não?
- Por acaso até não. Começo até a pensar que nunca vou conseguir acabar o curso...
- ...
...e quando é que apresentas a tua namorada ao pessoal?
- Olhe, até podia ser hoje, mas por causa do AVC que a minha avó teve há 2 dias e pelo qual está no hospital, esqueci-me de tirar a namorada do bolso de trás das outras calças, que por azar estão a lavar!


Não tenho razão para me queixar. A vida até me corre tão bem...
...às mil maravilhas!




0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer