segunda-feira, junho 18, 2007

All the dirty secrets...


Tenho um pequeno segredo para te contar, que não quero que mais ninguem saiba. Por isso vou-te contar assim, num muito ligeiro suspiro daqueles que fazem umas cócegas deliciosas no pescoço, bem por baixo do ouvido ao qual se sussurra.
Vou contar-te o segredo que guardo em mim e que espero que te faça abrir um sorriso de satisfação tão grande, que ao te verem, toda a gente saberá que segredo te contei. Porque assim saberei que não foi por mais ninguem que o meu segredo chegou aos teus ouvidos, e que o segredo que te contei num doce sussurrar ao teu ouvido fez com que a felicidade se espalhasse aos sete ventos... aos oito ventos ou mais, se preciso... para quê limitar a sete ventos tal segredo, se é rastilho de tanta alegria pelo mundo.
Quero tomar-te em meus braços e sertir-te as formas de como o mundo se fez real. Quero beijar-te sem fim e sentir o doce sabor da vida nesses lábios de puro carmim. Quero fazer-te completa, muito para lá dos limites da felicidade que nenhum mortal alguma vez imaginou poder alcançar...
Vou contar-te um segredo que só a nós diz respeito e quero que todo o mundo saiba o quanto gosto de ti...




0 Comments:

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home



referer referrer referers referrers http_referer